terça-feira, 26 de junho de 2007

Acreditar....






Hoje perdi o meu norte….
Perdi a noção do tempo…

Hoje acordei num abismo, no meio das ruínas dos sentimentos que se movem, das sombras passadas que sopram e das almas em fuga para dentro da vida…
De todos os sentimentos que voam e se fundem antes de cair no fundo do precipício…
Onde se confunde o bom e o mau, onde o amor se torna ódio e o ódio amor….

Hoje perdi a minha luz….
Perdi a luz da esperança…

A luz que me guia através do abismo do medo e da dor, através dos sentimentos que tento descobrir… aquele pequeno ponto brilhante que ainda existe dentro de mim, e que se mantêm acesso mesmo com os ventos mais adversos;
hoje extinguiu se…

Hoje descobri
Tempo perdido…

Acordei sem o sentido das coisas, com um vazio enorme no coração e com um peso, que só a tristeza traz…
Hoje descobri que para atravessar o meu abismo…
Vou precisar de acreditar em mim…

1 comentário:

The Teacher disse...

"De todos os dons k nos foi dado, a PALAVRA é para mim um dos mais incriveis, pois ela comporta um manancial de enquadramentos. Ela pacifica, fere, adorna, destroi, valoriza,destabiliza...

E felizes são aqueles a quem a PALAVRA se deixa manusear a seu belo prazer, em confidentes momentos de solidão, cujo mermúrio se faz entorar no eco da madrugada. Mas a cada acto confecionário pensasse sempre: Para quem escrevo? Quem me vê através deste mar de letrinhas? Será que realmente me entendem?

A única coisa que te posso dizer é que mesmo que as tuas palavras se desvaneçam ao longo do tempo, a cada pedaço que dás, menos um fardo terás que suportar! Por isso minha linda, continua pois as PALAVRAS são também um alento e quase tomam a fgura humana, na maneira como nos podem consolar.

jokinhas

pessoas vieram a este blog